Centro de Memória

A Instituição

Jubileu de Ouro

Acervo

Galeria de Mídias

Saiba mais

Genealogia acadêmica

Autores: Leila Cardoso Teruya

Revisores: Viktoria Klara Lakatos Osorio

Última atualização: 11/06/2017

A genealogia acadêmica de Paschoal Senise foi estudada a partir da Plataforma Lattes, na qual foram pesquisados os currículos de seus alunos. Para os currículos localizados, foram consultadas as seguintes informações:

i. Orientações concluídas (apenas de "Mestrado" e "Doutorado", desconsiderando-se as coorientações); 

ii. Unidade federativa em que os títulos de pós-graduação foram defendidos;

iii. Área do conhecimento dos títulos obtidos (categorias: "Química" ou "Outra");

iv. Ano de obtenção do título.

Este procedimento foi repetido para cada aluno orientado e, de forma sucessiva, para as gerações seguintes. Os dados foram compilados em uma planilha. A pesquisa foi realizada em maio/2017.

Observação

O levantamento baseou-se exclusivamente em dados disponíveis na Plataforma Lattes, criada no início da década de 1990. Deste modo, a ocorrência de membros da genealogia sem currículo cadastrado na plataforma e a desatualização dos currículos localizados são fatores limitantes da metodologia adotada neste estudo, bem como eventuais erros/imprecisões associadas ao preenchimento dos currículos.

Alguns números da genealogia

2142 nomes foram encontrados, distribuídos em 6 gerações (contabilizadas a partir dos alunos de Paschoal Senise);

14% das pessoas fizeram mestrado e doutorado com o mesmo orientador;

2% fizeram mestrado e doutorado com orientadores diferentes, mas que pertencem, ambos, à genealogia;

55% dos títulos foram defendidos no Estado de São Paulo (apenas Amapá e Rondônia não foram identificados na busca);

69% dos títulos defendidos são de mestres ou doutores em Química, enquanto os demais são de outras áreas (alguns exemplos: ciência dos materiais, educação, engenharia, meio ambiente, tecnologia nuclear etc).

Visualização da genealogia

Com o software Gephi, foi construído um grafo como forma de visualizar a extensão e as relações da genealogia acadêmica de Paschoal Senise. Para se interpretar o grafo, deve-se considerar os seguintes aspectos:

i. Cada círculo representa um membro da genealogia;

ii. As diferentes cores dos círculos identificam indivíduos com o mesmo número de orientações concluídas;

iii. As linhas que conectam os círculos representam vínculos de orientação acadêmica;

iv. Estas linhas são direcionais, com origem em um orientador e destino no seu respectivo orientado;

v. A cor de cada linha é a mesma do círculo que lhe deu origem.

 

Nomes da genealogia

A planilha a seguir sintetiza os dados obtidos no levantamento feito com base na Plataforma Lattes. Em cada linha, constam os nomes do orientador e do respectivo orientado, assim como os dados referentes ao título defendido. Também se indica a relação entre orientador e orientado na perspectiva das diferentes gerações (G1 a G6). 

Fale Conosco




Todos os campos são obrigatórios.


Enviando...

Fechar formulário